Desafios para uma assistência segura

Segurança do Paciente é o conjunto de ações voltadas para a prevenção de danos que possam acometer o paciente durante a assistência prestada.

A Segurança do Paciente faz parte dos 6 atributos da qualidade em saúde, considerada prioritária para o alcance do cuidado seguro nos serviços de saúde.

No entanto, ainda existem diversos desafios que precisam ser enfrentados para garanti-la integralmente.

Seguem abaixo 5 desafios vivenciados pelas instituições de saúde na busca pela assistência segura:

1. Envolvimento de pessoas

– Envolvimento da equipe medica;

– Envolvimento do paciente e familiar;

– Envolvimento da equipe administrativa (alta liderança).

2. Mudança de mentalidade

– Uma assistência segura depende de profissionais engajados, dessa forma, é preciso desenvolver e criar uma nova mentalidade da equipe para lidar com o tema.

3. Cultura punitiva

– A criação de Núcleos de Segurança do Paciente nas instituições de saúde constituída por equipe multidisciplinar, visando desenvolver uma cultura de segurança dentro das instituições é essencial para a disseminação / implantação da cultura justa.

4. Processos não definidos

– A causa dos erros e eventos adversos é multifatorial, os profissionais de saúde estão suscetíveis a cometer eventos adversos quando os processos técnicos e organizacionais são complexos, mal planejados ou não mapeados.

5. Baixo investimento em Segurança do Paciente

– A saúde lida rotineiramente com verbas reduzidas, dessa forma, a priorização da Qualidade e Segurança do Paciente dentro das instituições é primordial para o alcance do cuidado seguro.

Os desafios para a prática profissional segura perpassam pela estrutura física inadequada, insuficiência de recursos materiais e humanos, mas, principalmente, invadem a transição das mudanças no âmbito prescritivo para o real.

Referências:

 

Ana Carolina Cardoso Dantas —

 

  • Enfermeira, Mestranda em Segurança do Paciente pela Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein.
  • Gestora da Qualidade em Saúde pela Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein.
  • Avaliadora da Organização Nacional de Acreditação – ONA.
  • Especialista em Oncologia e Tratamento Antineoplásico pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP.

Expertise em elaboração, implantação e reestruturação de processos de gestão da qualidade, segurança do paciente, planejamento estratégico, gestão clínica e administrativa de serviços de saúde.